Rio de Janeiro, 21 de outubro de 2017

É Advogado, Consultor Político e Membro da Associação Brasileira de Consultores Políticos - ABCOP.  Atua há mais de 35 anos como Assessor e Consultor Político.  Autor de "A Arte da Governabilidade", Ed. Multifoco.  Ex-Secretário de Governo - V. Redonda/Barra do Piraí e ex-Secretário de Administração de Volta Redonda.  Saiba mais...

Arquivos

Data da publicação:

Newsletter

Gostaria de receber atualizações do blog?


Blog

A PESQUISA QUE NINGUÉM DIVULGA!

02/10/2017 13:30:21

Na pesquisa espontânea, quando nenhum nome é apresentado aos entrevistados, Lula tem 6% das citações para a disputa presidencial, no mesmo patamar de Aécio (4%) e Bolsonaro (3%) e Dilma (2%). Também são mencionadas espontaneamente Marina (1%), Temer (1%) e Ciro Gomes (1%), entre outros com menos de 1%. A maioria (64%), porém, não cita nenhum nome.

COMENTÁRIO: Na pesquisa espontânea, que é a única que vale a 01 anos antes da eleição, há empate técnico entre Lula, Aécio e Bolsonaro. E o que é mais importante, 64% dos pesquisados não citou nenhum nome.

Após atingir seu índice mais alto em março deste ano, a rejeição ao ex-presidente Lula voltou a cair, mas o petista continua sendo o nome mais rejeitado entre os testados para a corrida eleitoral. Em março, 57% declaravam que não votariam de jeito nenhum em Lula, taxa que caiu para 53% em abril e agora está em 46%, a mais baixa desde novembro de 2015, quando 47% rejeitavam o petista.

COMENTÁRIO: A rejeição do Lula é a maior entre todos os possíveis candidatos citados, alcançando 46% e o que é muito alto para quem já foi presidente da república em dois mandatos. Maior que a do próprio Aécio.

A rejeição a Aécio também recuou entre abril e julho, de 33% para 29%, enquanto a rejeição a Temer passou de 27% para 29% no mesmo período. Em seguida aparecem Serra (19%, ante 21% em abril), Bolsonaro (19%, ante 15% em abril), Marina Silva (17%, ante 20% em abril), Alckmin (16%, ante 19% em abril), Ciro Gomes (13%, ante 15% em abril), Luciana Genro (12%, ante 15% em abril), Ronaldo Caiado (10%, ante 12% em abril), Eduardo Jorge (10%, ante 12% em abril) e Sérgio Moro (9%, mesmo resultado de abril). Há ainda 7% que rejeitam todos, 3% que não rejeitam nenhum e 5% que não opinaram.

COMENTÁRIO: Todas as rejeições recuaram, de todos os candidatos citados, não sendo portanto uma característica só do Lula.

A rejeição a Lula cresce de acordo com o grau de escolaridade e renda familiar dos entrevistados. Entre quem estudou até o ensino fundamental, é de 36%, vai a 49% entre os que estudaram até o ensino médio, e atinge 53% entre os que chegaram ao ensino superior. Na parcela dos mais pobres, com renda mensal familiar de até 2 salários, 38% não votariam de jeito nenhum em Lula. Entre quem recebe de 2 a 5 salários, o índice sobe para 51%, vai a 58% entre os que ganham de 5 a 10 salários, e atinge 62% na fatia dos mais ricos, com renda superior a 10 salários.

COMENTÁRIO: A rejeição do Lula é alta entre os eleitores de menor escolaridade, entre os eleitores de baixa renda, chegando a 62% entre os eleitores de melhor poder aquisitivo. O que significa dizer que ele é rejeitado em todas as faixas.

Também há grande variação regional na rejeição ao petista: no Nordeste, 27% dizem que não votariam de jeito nenhum no ex-presidente; no Norte, são 42%; no Centro-Oeste, 52%; no Sudeste, 53%; e no Sul, 55%. Na fatia dos mais escolarizados, a rejeição a Temer (36%), Aécio (35%) e Bolsonaro (33%) também fica acima da média. Entre os mais ricos, a situação é similar: 41% rejeitam o tucano, 37% rejeitam Bolsonaro, e a eles se juntam Marina Silva, rejeitada por 26% do segmento, e Luciana Genro, por 23%. O senador mineiro também enfrente rejeição acima da média no Nordeste (36%), assim como Michel Temer (36%).

COMENTÁRIO: A rejeição do petista agora é alta no Nordeste, chegando a 27%; no Norte chega a 42%; no Sudeste, 53% e no Sul, 55%. Continua send a mais alta rejeição entre todos os nome citados. 

PESQUISA DATA FOLHA – ELEIÇÕES 2018

CONCLUSÃO: A verdade é que o Lula e o Aécio não serão candidatos a nada, porque serão enquadrados na Lei da Ficha Limpa nos próximos 90 dias e assistirão a eleição ela TV. Isto é que a maioria dos brasileiros esperam!

Deixe seu Comentário:

www.sergioboechat.blog.br - Todos os direitos reservados - 2008