Rio de Janeiro, 23 de novembro de 2019

É Advogado, Consultor Político e Membro da Associação Brasileira de Consultores Políticos - ABCOP.  Atua há mais de 35 anos como Assessor e Consultor Político.  Autor de "A Arte da Governabilidade", Ed. Multifoco.  Ex-Secretário de Governo - V. Redonda/Barra do Piraí e ex-Secretário de Administração de Volta Redonda.  Saiba mais...

Arquivos

Data da publicação:

Newsletter

Gostaria de receber atualizações do blog?


Notas

  • CLÁUSULA DE BARREIRA!
  • 10/10/18 14h41
  • De acordo com lei aprovada em 2017, pelo Congresso Nacional, 14 partidos, dos 35 com registro no TSE, ficarão sem direito ao programa gratuito de televisão e sem direito aos recursos do Fundo Partidário. Esses partidos devem perder muito dos seus filiados, principalmente os que têm mandato e podem até mesmo se fundir com partidos maiores, não restando a eles outra alternativa. Entre esses partidos estão a Rede e o PC do B. A idéia é tentar diminuir o número de partidos e diminuir os gastos absurdos com o Fundo Partidário, que hoje chega a milhões de reais! Vale a pena ler a matéria sobre o assunto!  

  • O VOTO INTELIGENTE!
  • 05/10/18 16h16
  • As eleições de 2018 estão bem atípicas. Muita polarização, muitos candidatos para os cargos executivos, muito amadorismo, muitas figuras novas, muitos medalhões sendo massacrados e alijados da vida pública, muito extremismo, muitas mentiras, muitos ataques nas redes sociais, muitos "postes", muitos parentes de políticos cassados e presos e até partidos comandando a camapnha dos seus candidatos da cadeia! Diante deste quadro, resta a nós, meros mortais, votar com inteligência, para tentar salvar alguma coisa destes cenários tão complicados. Basta votar com inteligência, de cabeça fria, analisando a ficha de cada candidato, excluindo os fichas sujas e ignorando quem não tem a menor capacidade de desempenhar um mandato no legislativo ou no executivo. É o que eu vou fazer e já estou fazendo ao revelar o meu candidato para Deputado Estadual.  

  • NUM POSTE VOTO NÃO!
  • 28/09/18 16h22
  • Os eleitores brasileiros já estão cansados de votar em "poste". Votaram na Dilma em 2014 e todo mundo sabe o que aconteceu. Agora vem o Haddad, que saiu do nada como político para administrar a Prefeitura de São Paulo e perdeu a reeleição no primeiro turno para um iniciante, João Dória, que está no segundo turno para o Governo do Estado de São Paulo. Os "postes" não têm vontade própria, não têm propostas de governo, não têm autonomia para montar o quadro de assessores, não apitam nada na escolha do candidato a Vice e têm que lamber as botas do chefe maior, que no caso da Haddad, está na cadeia! Realmente, não vale a pena votar em um "poste". Não defendo o voto no Bolsonaro até porque não votei nele no primeiro turno, nem vou votar no segundo turno! Mas votar em um "poste", jamais!

  • NÃO EXISTE GOVERNO OU GOVERNANTE PERFEITO!
  • 06/07/18 21h48
  • Depois de me afastar do Governo Samuca Silva, a pedido, no dia 31 de maio, retomo, devagar, o meu lugar aqui no Blog. Volto para defender os mesmos princípios que eu defendia antes do dia 06 de fevereiro de 2017, quando assumi o cargo de assessor especial no Gabinete do Prefeito e que deixei recentemente, por entender que eu já tinha encerrado a minha missão! Como sempre, saí na hoira certa. A oposição ao Governo Samuca tem tido muita pressa para cobrar solução de problemas que se arrastam há mais de 20 anos e ultimamente tem apresentado como modelo de administração a Prefeitura de Colatina, no Espírito Santo, na pessoa do Prefeito Sérgio Meneguelli. A coisa não é bem assim! Há controvérsias! O próprio Vice Prefeito daquele município denuncia uma série de irregularidades na Administração Municipal. O Governo de Volta Redonda tem cometido erros, como acontece em todos os governos, mas o mandato é de 04 anos e ainda há tempo para corrigí-los. Vale a pena ler a denúncia do Vice Prefeito de Colatina e ter um pouquinho mais de paciência com o atual prefeito de Volta Redonda.    

  • SUPREMO PROÍBE MUNICÍPIOS DE COBRAREM TAXA DE INCÊNDIO!
  • 02/05/18 14h05
  • O Supremo Tribunal Federal proibiu as prefeituras municipais de cobrarem a Taxa de Incêndio, por maioria de votos, porque elas não têm competência para instituir tributo sobre segurança. Segundo o Relator Marco Aurélio, os contribuintes poderão inclusive pedir à Justiça ressarcimento do pagamento feito nos últimos cinco anos. Vale a pena ler a notícia da decisão da Corte Suprema, eliminando uma Taxa que onerava todos os munícipes.

Anterior 1 [2] 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo 
Pesquisar

www.sergioboechat.blog.br - Todos os direitos reservados - 2008